Get a site
24 Julho, 2021

Nação Portista

A vencer desde 1893

FC Porto atira-se à arbitragem no basquetebol e fala em “vergonha”

Dragões prosseguem as críticas à arbitragem no último jogo da final do campeonato nacional de basquetebol.

Depois de na noite de quarta-feira Vítor Hugo e Moncho López terem criticado a arbitragem do último jogo da final do campeonato nacional de basquetebol frente ao Sporting, o FC Porto voltou ‘à carga’ nas críticas.

Através da habitual newsletter Dragões Diário, o clube azul e branco lembra as palavras ditas na última noite pelo diretor de basquetebol e pelo treinador, falando em “erros de arbitragem claros e óbvios”.

“Bem mais difícil, se não mesmo impossível, é o FC Porto vencer títulos quando os erros de arbitragem são claros, óbvios e cometidos sistematicamente para o mesmo lado. Foi o que aconteceu ontem, na negra do campeonato de basquetebol, entregue ao Sporting no último segundo do jogo. Vítor Hugo, diretor da modalidade, não tem dúvidas sobre o que se passou: ‘Foi das maiores roubalheiras a que assisti. Uma roubalheira monumental'”, começam por relatar os azuis e brancos.

“Moncho López também assinalou o ‘critério desigual durante todo o jogo’, que o levou a ‘pensar que foi intencional’. O treinador destacou que o FC Porto, a quem muitos prognosticavam uma derrota por 3-0 nesta final, discutiu o título ‘até ao último segundo do último jogo’, e só não o venceu por causa de acontecimentos que estiveram ao nível de ‘campeonatos de terceiro mundo’.”, prossegue a newsletter portista.

“Não admira, por isso, que também o capitão Miguel Queiroz, reconhecido por todos como um exemplo de desportivismo e tranquilidade, não tenha conseguido calar a indignação perante ‘a maior vergonha’ que já viu, que o deixou a ele e aos colegas ‘completamente desolados’. Em poucas palavras, o que se passou foi muito simples: ‘Gozaram connosco'”, atira, por fim, o FC Porto.

Fonte: noticiasaominuto.com