Get a site
14 Junho, 2021

Nação Portista

A vencer desde 1893

Especialista em direito desportivo defende “pena proporcional” para Sérgio Conceição

Tiago Machado recorda que o treinador do FC Porto é reincidente nestes casos. Em causa está ainda a ação do empresário de jogadores que agrediu repórter de imagem da TVI.

Tiago Machado, especialista em direito desportivo, diz que o Conselho de Disciplina deve aplicar a Sérgio Conceição uma pena proporcional ao sucedido, e levando em linha de conta o histórico do treinador, que foi expulso depois do jogo com o Moreirense pela forma como abordou o árbitro Hugo Miguel.

Em declarações a Bola Branca, Tiago Machado recorda o enquadramento do caso, que envolveu não só o treinador quando confrontou de forma agressiva o árbitro da partida Hugo Miguel, mas também outros elementos da estrutura do futebol profissional portista.

“Era a altura devida do Conselho de Disciplina (CD) aplicar uma pena proporcional aos factos e tendo em conta o que já sucedeu anteriormente. Têm-se deixado passar um pouco em branco esta situação, se não dará uma sensação de relativa impunidade”, completa.

Em cima da mesa, de forma paralela, está ainda a ação do empresário com ligações ao FC Porto, Pedro Pinho,filmado a agredir um jornalista televisivo no exterior do recinto do Moreirense, a seguir ao polémico encontro e na presença do presidente dos dragões, Pinto da Costa.

Segundo o mesmo especialista, o “agente em causa deve ser punido pelas vias da comissão de intermediários”, sob a égide da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), mas – igualmente, pela disciplina federativa, pois é um agente desportivo no jogo, enquanto intermediário de jogadores. Uma situação que pode levar, em última instância, à perda da sua licença registada na FPF.

Fonte: rr.sapo.pt