Sérgio Conceição: “Vamos procurar ser melhores do que fomos no Dragão”

Sérgio Conceição projetou o Rangers-FC Porto, da quarta jornada do Grupo G da Liga Europa (quinta-feira, 20h00).

Depois de regressar às vitórias no campeonato, o FC Porto volta a centrar atenções na Liga Europa, cuja quarta jornada do Grupo G reserva novo duelo com o Rangers, desta vez no Estádio Ibrox, em Glasgow (Escócia). Na antevisão da partida, que se disputa esta quinta-feira (20h00, SIC e Sport TV), Sérgio Conceição alertou para a necessidade de vencer tendo em vista a qualificação para a próxima fase da prova. À entrada para esta ronda, Rangers e FC Porto somam os mesmos quatro pontos, menos dois do que o Young Boys, primeiro classificado.

O jogo em Glasgow
“A opinião do treinador adversário é a opinião dele. Em termos de historial, o FC Porto está habituado a jogar a Liga dos Campeões, mas não aconteceu este ano. Desde o primeiro momento que disse que este era um grupo equilibrado, com equipas de qualidade. Não é fácil ganhar jogos na Europa, pois defrontamos equipas muito competitivas que também têm a sua qualidade. Amanhã vamos defrontar um Rangers que é muito competitivo e agressivo no jogo. Temos que melhor algumas coisas que não correram tão bem no primeiro jogo. O Rangers é uma equipa forte, mas nós também. Vamos procurar ser melhores do que fomos no Dragão. É um ambiente sempre difícil de se jogar, mas estamos habituados a estes ambientes apaixonados. Os nossos adeptos também são apaixonados. A equipa com mais história neste grupo é o FC Porto, mas o favoritismo tem de ser comprovado durante os 90 minutos e isso é o mais importante.”

A importância de vencer
“Todos os jogos são importantes. À medida que a fase de grupos de vai aproximando do fim, torna-se ainda mais importante ganhar os jogos.”

A exibição do Rangers no Dragão
“Não fiquei surpreendido, pois estudámos muito bem a equipa do Rangers. Houve mérito pelo bom jogo que fizeram, mas também houve algum demérito nosso em alguns momentos, sobretudo na segunda parte. O Rangers é uma equipa combativa e agressiva defensivamente e tem características muito interessantes na dinâmica ofensiva. Estamos à espera das mesmas situações, dos mesmos jogadores e das mesmas dificuldades. Cabe-nos tentar fazer mais para ganhar o jogo. A forma como pressionámos o Rangers no Dragão não foi a melhor. Não fomos pressionantes e deixámos o adversário sair a jogar à vontade. Além disso, acho que não fomos tão eficazes como costumamos ser no processo ofensivo.”

A ausência de Marega
“Quando jogava o Marega, diziam que éramos previsíveis. Quando ele não joga, dizem que somos previsíveis na mesma. Não é por aí. Uma mentira dita muitas vezes começa a tornar-se verdade. Costumamos fazer muitos golos e sofrer poucos, por isso não creio que sejamos uma equipa previsível.”

O FC Porto na Europa
“O nosso clube está habituado a estar na Liga dos Campeões. Temos todo o gosto em estar aqui e já vencemos esta competição por duas vezes. A paixão dos adeptos do FC Porto não fica nada atrás da paixão dos adeptos do Rangers. Sei que são ambientes especiais, quentes e fervorosos. É sempre prestigiante representar o FC Porto na Europa, seja na Liga Europa ou na Liga dos Campeões, mas claro que gostávamos de estar a disputar a Liga dos Campeões.”

Fonte: fcporto.pt