Sérgio Conceição: “Foi um jogo ingrato”

Sérgio Conceição lamentou a infelicidade dos Dragões na derrota caseira frente ao Sporting de Braga (1-2), na 17.ª jornada da Liga NOS.

O FC Porto perdeu em casa com o Sporting de Braga por 2-1, em duelo da 17.ª e última ronda da primeira volta do campeonato. Sérgio Conceição falou de “um jogo ingrato”, em que os azuis e brancos mereciam a vitória, destacando a “alma enorme” da equipa.

Falta de sorte
“Foi um jogo ingrato. O golo surge de um canto vindo do nada. Fomos atrás do resultado. Até aos primeiros 15, 20 minutos encaixámos na forma de jogar do Braga. A partir daí fomos superiores, com dois penáltis falhados e caráter para reagir, e com situações que podíamos ter concluído de outra maneira. Houve muita estrelinha do Braga”.

Continuar a lutar
“Pusemos o Danilo mais baixo para apanhar os laterais do Braga que estavam mais altos. Criámos situações de apuro para o Braga, três ou quatro nos últimos 15 minutos. Os golos surgiram do nada, tivemos muita infelicidade, merecíamos ganhar, o empate já era curto, mas o futebol é isto. Todos estamos insatisfeitos. Agora, acabou a primeira volta e não podemos cometer mais deslizes, porque isso pode sair-nos caro. Há muitos pontos em disputa, e tenho um grupo que me dá o conforto de acreditar que é possível alcançar os nossos objetivos. Ninguém desiste. Quando as coisas correm bem é fácil, o difícil é viver estas situações, mas estamos aqui, fortes. E amanhã já estaremos a treinar”.

Responsabilidade assumida
“As consequências são sempre para mim, para o treinador. A equipa teve uma alma enorme. É verdade que às vezes reagimos mais com o coração do que com a cabeça, mas tivemos uma boa atitude. Assumo totalmente a responsabilidade do que aconteceu”.

Fonte: fcporto.pt