Sérgio Conceição: “Dependemos só de nós”

FC Porto perdeu frente ao Rangers (2-0), em Glasgow, na quarta jornada do Grupo G da Liga Europa.

Os Dragões perderam por 2-0, esta quinta-feira, no Estádio Ibrox, em Glasgow (Escócia), frente ao Rangers, em jogo a contar para a quarta jornada do Grupo G da Liga Europa. No final do encontro, Sérgio Conceição mostrou-se insatisfeito com o resultado e com a falta de eficácia dos azuis e brancos. Após quatro rondas, o FC Porto soma quatro pontos, menos três do que Young Boys e Rangers.

O jogo
“Na primeira parte tivemos algumas situações nas quais podíamos ter marcado. Penso que a primeira parte foi muito equilibrada, sem acontecerem grandes ocasiões para os dois lados. Sentimos que estávamos confortáveis no jogo para a segunda parte. Depois aconteceu a lesão do Pepe, que veio destabilizar a linha defensiva e o que tínhamos pensado para o jogo. Mesmo assim, tivemos situações junto do guarda-redes adversário em que podíamos mais uma vez ter rematado com mais convicção e não esperar tanto tempo. Tivemos ali um lance de uma bola na mão que me parece que é penalti e na jogada seguinte sofremos o primeiro golo. Isso deixou a equipa intranquila e depois apareceu o segundo. Não havia muito a fazer.”

As contas do grupo
“Temos quatro pontos, os adversários têm sete. Há que ganhar os dois jogos que temos pela frente. Dependemos só de nós e agora temos de preparar muito bem o próximo jogo na Liga Europa, a seu tempo, porque agora é pensar no jogo do fim de semana, frente ao Boavista, que também não vai ser fácil.”

Estratégia
“Depois da derrota só posso dizer que a estratégia não foi boa. Falando de futebol, pretendia que houvesse segurança no corredor central, pretendia quebrar a dinâmica do adversário na largura e queria provocar infiltrações no adversário onde achava que o devíamos fazer.”

O lugar do FC Porto no Grupo G
“Claro que está aquém daquilo que pretendia.”

Diferenças no plantel
“Desde o início da época houve muitas mudanças no plantel e estas provas europeias nunca são fáceis para os novos jogadores. Fizemos grandes exibições na Liga dos Campeões e agora não estamos com a mesma qualidade, é verdade, mas estamos a trabalhar para isso. Tem-nos faltado alguma consistência a nível europeu, mas a seu tempo falaremos.”

Fonte: fcporto.pt