Reynoso entra nos planos do FC Porto

Martín Sendoa, empresário do médio, garantiu a O Jogo que o FC Porto é um dos interessados e disse ver com bons olhos a transferência para o Dragão. Deixa, contudo, o negócio nas mãos do presidente do Talleres.

O FC Porto entrou na corrida para tentar contratar Emanuel Reynoso, médio argentino de 21 anos que tem estado em plano de evidência no Talleres. A revelação foi feita pelo empresário do jogador, Martín Sendoa. “Muitos clubes têm perguntado e continuam a perguntar pelo Reynoso. O FC Porto é um dos clubes interessados, mas não tem de negociar comigo, mas sim com o Talleres, que é o dono do passe”, revelou a O Jogo o representante do médio.

Martín Sendoa vê até com bons olhos a possibilidade de Reynoso assinar pelo FC Porto, um clube que tem uma boa reputação na Argentina. “Claro que é um clube muito importante e seria uma boa oportunidade para ele”, garantiu o empresário, deixando, contudo, uma ressalva, tendo em conta os muitos clubes que já manifestaram interesse no jogador e que já tentaram saber as condições para um eventual negócio. “Não nos vamos precipitar antes de tomar uma decisão”, reforçou o agente de Reynoso.

O nome do jogador acaba por ser familiar aos portugueses por ter sido recentemente apontado ao Benfica. O Jogo sabe, inclusive, que as informações recolhidas pelos encarnados são positivas, faltando saber quem irá levar a melhor. Interessados não faltam, inclusive na Argentina. Agora, quem apresentar a melhor proposta é que irá garantir o concurso de um dos médios mais promissores daquele país sul-americano. “O Benfica também está interessado, assim como alguns dos melhores clubes da Argentina, concretamente o Boca Juniors e o River Plate”, reforçou o empresário a uma rádio argentina.

Apesar de Emanuel “Bebelo” Reynoso só ter 21 anos, o empresário acredita que está preparado para ter a primeira experiência no estrangeiro. Segundo O Jogo apurou, a vontade do grupo de empresários que gere a carreira do médio passa por uma transferência para a Europa, onde o jogador poderia beneficiar de melhores condições financeiras, além de ter outra visibilidade para depois dar o salto para um campeonato mais competitivo e até chegar à seleção da Argentina.

Apesar de representar o médio, Martín Sendoa deixou bem claro que agora o negócio está nas mãos do presidente do Talleres, Andrés Fassi. A ideia dos responsáveis argentinos passava por manter o médio, pelo menos, mais uma temporada no clube, mas o forte assédio deve inviabilizar essa intenção. Por isso mesmo, e segundo O Jogo apurou, o presidente do Talleres fixou o preço do jogador nos 7 milhões de euros, ficando o clube com direito a 30 por cento de uma futura transferência. Este até pode ser o maior entrave ao negócio, faltando saber se os dirigentes argentinos estarão dispostos a baixar a percentagem ou se se mantêm irredutíveis.

Fonte: ojogo.pt