Get a site

O registo de Sérgio Conceição que dá força ao FC Porto

A receção ao Sporting e a deslocação a Braga são, no plano teórico, os desafios mais complicados do FC Porto até ao final do campeonato. Apesar disso, Sérgio Conceição é garantia de sucesso…

Não há outra forma de olhar para as últimas cinco jornadas do campeonato: o FC Porto está muito próximo de garantir a conquista do título. Apesar disso, o discurso no Dragão continua cauteloso, focado essencialmente no “próximo jogo” e na necessidade da equipa se “manter concentrada” de forma a ir ultrapassando as barreiras que ainda estão pela frente. É normal, acontece um pouco por toda o lado, e será uma retórica para manter até ao final, mesmo que todos os dados, estatísticos ou mais empíricos, apontem para o regresso do FC Porto às conquistas.

Ainda assim, e para lá desse discurso, há obviamente otimismo no Dragão, assente não só nas capacidades reveladas pela equipa (três triunfos consecutivos e quatro jogos sem sofrer golos, por exemplo), como também nos dados históricos que apontam no sentido de um FC Porto campeão. Um desses dados é o passado recente nos confrontos diretos contra os adversários que a equipa de Sérgio Conceição ainda terá de encontrar até ao final da época.

Essa análise traz excelentes notícias, pelo menos na perspetiva do FC Porto, uma vez que nos últimos dois anos, os do reinado do atual técnico no clube, só há registo para vitórias, seja na receção ao Belenenses (2-0 e 3-0), que é o próximo adversário, ou na visita a Braga (1-0 e 3-2), no jogo que fechará o campeonato. Pelo meio, haverá ainda mais dois jogos no Estádio do Dragão, com Sporting (2-1 e 2-1) e Moreirense (3-0 e 3-0), e uma deslocação a Tondela (1-0 e 3-0).

Fazendo um apanhado do histórico com estas equipas nas duas últimas épocas, resultam, por isso, 10 triunfos em outros tantos jogos, com 23 golos marcados e apenas quatro sofridos. Os números são esmagadores e dão ainda mais força à hipótese de um final de época relativamente tranquilo (e de festa…) para os lados do Dragão.

No que diz respeito ao adversário de amanhã, o Belenenses, há também um passado recente feito de vitórias, mais concretamente seis consecutivas no Dragão em jogos para o campeonato. Mais: nessas seis partidas, a formação do Restelo (agora radicada na Cidade do Futebol) nem sequer conseguiu marcar qualquer golo, sobrando 16 (!) para o FC Porto. O último empate aconteceu há mais de 10 anos, a 30 de outubro de 2009, com golos de Lima (46″) e Ernesto Farías (63″). Jesualdo Ferreira era o treinador.

Fonte: ojogo.pt