Get a site

Mil dias de Sérgio Conceição no FC Porto

Treinador dos Dragões orientou o primeiro treino no Olival a 3 de julho de 2017.

Tudo começou a 3 de julho de 2017. Sérgio Conceição entrava no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia para orientar um treino do FC Porto pela primeira vez. 25 dias antes, no Estádio do Dragão, Sérgio havia sido apresentado ao lado do Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa e deixou uma frase forte: “Não vim para aqui para aprender, venho para ensinar. Sou treinador do Futebol Clube do Porto”. Assim fez. Ao longo dos primeiros mil dias, o técnico natural de Ribeira de Frades devolveu o emblema da Invicta aos títulos e bateu recordes da instituição.

Na época de estreia, Sérgio Conceição começou logo por superar a pontuação máxima atingida pelo FC Porto num campeonato. Com a prata da casa de volta (Ricardo Pereira, Marega e Aboubakar regressados de empréstimos), os Dragões foram a melhor defesa, o melhor ataque, somaram 88 pontos e sagraram-se campeões nacionais quatro anos depois. Estava cumprido o desígnio do técnico: manter o museu do FC Porto como o único onde está exposto um pentacampeonato e, desta forma, levar a equipa à varanda dos Paços do Concelho para ser banhada pelo Mar Azul presente na Avenida dos Aliados.

A segunda conquista chegou logo em agosto. Os portistas bateram o Desportivo da Aves, no estádio de Aveiro, e reforçaram a hegemonia na Supertaça Cândido de Oliveira, ao erguerem o troféu pela 21.ª ocasião em quarenta edições. A época começara de feição para o FC Porto, que foi a melhor equipa na fase de grupos da Liga dos Campeões 2018/19 e igualou o recorde de pontos (16) de 1996/97, quando Sérgio Conceição era um atleta do clube às ordens de António Oliveira. Os Dragões eram ainda líderes do campeonato, até que uma série de decisões insólitas nos seus jogos e nos do rival inverteram a marcha da liga e fizeram com que os 85 pontos em maio de 2019 (a terceira melhor pontuação da história do clube) não fossem suficientes para conquistar o 29.º título nacional.

Já na corrente temporada, Sérgio Conceição atingiu a centésima vitória no banco portista e igualou Artur Jorge como o técnico mais célere a atingir a marca. O atual timoneiro dos azuis e brancos é o quinto treinador com mais jogos (154) orientados no clube, numa tabela liderada por José Maria Pedroto (com 321), aquele que Sérgio considera “uma inspiração, uma referência pessoal e profissional”. Pinto da Costa trabalhou de perto com ambos e vê semelhanças: “Penso que nunca tivemos um treinador, e eu convivo e convivi quase diariamente com todos eles, com um espírito mais parecido com o que tinha Pedroto do que Sérgio Conceição”.

À data em que Sérgio Conceição comemora mil dias de fato azul e branco, o FC Porto é líder isolado do campeonato nacional e está qualificado para a final da Taça de Portugal. Com as competições interrompidas pelo estado de emergência nacional, declarado graças à pandemia do novo coronavírus, o futuro é incerto mas o passado ninguém apaga. 154 jogos, 112 vitórias, 22 empates, 20 derrotas, 336 golos marcados e 127 sofridos: é este o legado atual de Sérgio Conceição no FC Porto.

Fonte: fcporto.pt