Luis Díaz: Inglaterra e um movimento criado na Colômbia

No dia em que há rumores da Premier League, os colombianos querem convencê-lo a ir a Tóquio”2020.

O forte impacto que Luis Díaz causou na época de estreia no futebol europeu tem provocado o interesse de vários clubes de dimensão europeia, especialmente porque o colombiano era um desconhecido mas, nesta fase, é já um jovem a quem se perspetiva um futuro risonho e… sem riscos. Entre alguns rumores que têm aparecido nos últimos meses, a Imprensa colombiana garantiu que há vários clubes ingleses atentos ao extremo portista e que até já terão efetuado sondagens junto do seu empresário. O “Pasión Tiburona”, órgão mais ligado ao Júnior Barranquilla, que conserva 20% do passe, fala até em propostas concretas, cenário aparentemente exagerado.

Certo é que a Premier League está atenta e certo é também que se começa a criar um movimento na Colômbia para convencer o jogador a estar nos Jogos Olímpicos do verão se os “cafeteros” se qualificarem. A Colômbia organiza a qualificação olímpica e começou com uma derrota, mas quer ir a Tóquio para vencer. E espera convencer Díaz (FC Porto), Alzate (Brighton), Agudelo (Génova), Bryan Vera (Lecce) e Cucho Hernández (Maiorca) a pedirem autorização aos respetivos clubes para marcarem presença.

No caso do portista, o cenário é, contudo, altamente improvável. A competição (última semana de julho e primeira de agosto) não está incluída nas datas FIFA obrigatórias, os dragões estarão a ultimar a preparação para o início do campeonato 2020/21 e até podem ter de jogar o apuramento para a Liga dos Campeões, pelo que dificilmente autorizarão a cedência do jogador.

Sensivelmente a meio desta época, Luis Díaz soma 28 jogos de azul e branco e dez golos marcados. Ainda assim, o colombiano perdeu a titularidade desde o final do ano para cá, com a mudança de dinâmicas introduzida por Sérgio Conceição, conseguindo contudo marcar dois golos a partir do banco contra Chaves e Moreirense.

Fonte: ojogo.pt