Guillem Cabestany: “As expetativas são muito boas e a ambição é máxima”

Já arrancaram os trabalhos da equipa de hóquei em patins do FC Porto Fidelidade, comandada por Guillem Cabestany.

A época 2019/20 arrancou esta quinta-feira para a equipa de hóquei em patins do FC Porto Fidelidade, que já trabalha no Dragão Arena. Guillem Cabestany, que se prepara para cumprir a quinta temporada como treinador dos Dragões, falou sobre as mudanças no plantel que se sagrou campeão nacional em 2018/19, mas garantiu que a ambição de conquistar títulos está sempre presente no balneário.

Os campeões nacionais viram sair os guarda-redes Nélson Filipe e Carles Grau, bem como os defesas/médios Telmo Pinto e Hélder Nunes. Os guarda-redes Xavier Malián (ex-Liceo) e Tiago Rodrigues (ex-Sanjoanense), a par do defesa/médio Sergi Miras (ex-Liceo) e do avançado Carlo Di Benedetto (ex-Liceo), são as caras novas no plantel azul e branco, que no arranque da época vai defrontar a Oliveirense na Supertaça.

Na próxima segunda-feira (26 de agosto), às 15h00, vai haver um treino aberto do hóquei em patins portista no Dragão Arena. As portas abrem às 14h30 e os adeptos que quiserem assistir têm a Bancada Nascente à disposição. Se necessário, serão abertas as restantes bancadas.

O arranque dos trabalhos
“Particularmente, já estava ansioso por voltar, por ver a equipa a trabalhar e colocar em prática tudo aquilo que imagino e que penso que vai ser muito positivo. As expetativas são muito boas e a ambição é máxima. Temos muito trabalho pela frente e temos de refazer a equipa, mas temos ferramentas ótimas para fazer uma boa época.”

Os quatro reforços num plantel de dez jogadores
“Quatro jogadores novos são quase 50% do plantel. Vamos ter de recomeçar a construir as estruturas da equipa. Há muito trabalho para fazer, começando pela adaptação dos novos jogadores ao trabalho, ao grupo e à cidade. Dentro de pouco tempo vamos voltar a ver um FC Porto em bom nível, ainda que possa ter algumas características diferentes. É verdade que saíram jogadores importantes e que deram muito ao clube, mas o passado é passado. Começamos com ambição máxima em defender o título de campeão nacional e em lutar por todos os outros troféus.”

O que os reforços podem acrescentar à equipa
“Acima de tudo, procurámos bons jogadores, mas também quisemos jogadores cujas personalidades se adaptassem bem ao grupo de trabalho. O ambiente de trabalho e no balneário não é tudo, pois é preciso ter jogadores de qualidade, mas ajuda muito. É importante escolher qualidade desportiva e humana, gente com carácter e ambição. Chegaram quatro jogadores com muito caráter e muita ambição. Em breve isso ficará comprovado na pista.”

Sempre na luta por títulos
“Estou convencido de que, uma vez mais, temos ferramentas para lutar por títulos. Não vai ser por falta de qualidade no plantel. Agora é transmitir o mais rápido possível aquilo que queremos aos jogadores. Queremos transmitir coisas boas aos nossos adeptos e lutar por todos os títulos. Somos a única equipa no Mundo que pode conquistar seis títulos esta época e isso é uma motivação extra para nós.”

Fonte: fcporto.pt