Get a site

FC Porto vai avançar por Pedro Gonçalves: os moldes do negócio e a concorrência

Dragões avançam pelo médio após decisão da Taça de Portugal. Viabilização do negócio passa pela percentagem de uma futura venda que o Famalicão reservará.

O FC Porto já conhece as condições necessárias para contratar Pedro Gonçalves, um dos destaques da excelente época realizada pelo Famalicão, e prepara-se para avançar em força pelo médio depois de disputar a final da Taça de Portugal.

Até lá, a SAD não pretende resolver qualquer assunto relacionado com o mercado, mas isso não significa que esteja parada. O interesse do FC Porto é cada vez mais forte, até porque há vários clubes estrangeiros a movimentarem-se pelo jogador. O último deles foi o Nápoles, uma das mais fortes equipas italianas.

O médio é caro para as atuais condições financeiras dos dragões, mas há uma solução para garantir o sucesso das negociações e que agrada a todas as partes: o Famalicão ficar com uma percentagem de uma futura venda.

Tratando-se Pedro Gonçalves, ou Pote como também é conhecido, de um jogador de apenas 22 anos (feitos no mês passado), as perspetivas de ser vendido pelos dragões no futuro são altas e os responsáveis do Famalicão acreditam que reservando uma parte desse valor poderão acabar por sair mais beneficiados do que se vendessem, por exemplo ao Nápoles, sem qualquer mais-valia para o futuro sobre aquele que foi considerado o melhor médio do campeonato em junho.

Além disso, o FC Porto está na disposição de ceder um ou outro jogador ao clube minhoto, onde atuou, nessa mesma condição, o guarda-redes Vaná.

Pote vai acompanhando as movimentações de mercado à distância, mas vê com bons olhos o interesse dos dragões, onde sabe que poderá evoluir e chegar à Seleção Nacional. A margem que o médio tem para progredir e a polivalência, visto que pode jogar nas alas, um pouco à semelhança do papel que Otávio foi desempenhando ao longo da temporada, agradam bastante à estrutura do futebol portista.

Em todo o caso, o foco total do FC Porto está no clássico com o Benfica, marcado para sábado à noite, e só depois é que as questões do mercado vão marcar a agenda do clube. Sérgio Conceição, aliás, já deixou um aviso nesse sentido. “Aproveito para enviar um recado aos empresários que me têm ligado. Não vale a pena, até à final da Taça de Portugal não quero aturar, nem quero estar com ninguém. Não olho para jogadores, para contratos, não olho para mais nada”, atirou na antevisão da partida com o Braga.

A SAD precisa de vender para poder investir, mas isso não inviabiliza que chegue a acordo por Pedro Gonçalves antes da saída de um dos artífices do título nacional. Com passagens pelas camadas jovens do Braga e do Chaves, Pote saiu para o Valência ainda em idade de júnior. Depois passou pelo Wolverhampton (utilizado apenas uma vez por Nuno Espírito Santo), até voltar a Portugal, esta época, para se tornar numa das figura da grande surpresa do campeonato.

Fonte: ojogo.pt