Get a site

Diogo Branquinho renova até 2022

Internacional português soma 146 golos em 36 jogos de azul e branco esta época.

Diogo Branquinho estendeu a sua ligação ao FC Porto até ao final da temporada 2021/22. O ponta-esquerda dos Dragões e da seleção nacional chegou à Invicta em 2017 e, desde então, vestiu a camisola portista em 137 ocasiões, tendo marcado 427 vezes. Esta época, o andebolista de 25 anos leva 146 golos em 36 jogos ao serviço dos azuis e brancos.

Honra e responsabilidade
“Renovar com o FC Porto é uma grande honra, mas, sobretudo, uma grande responsabilidade, de continuar aliado ao FC Porto. Espero que esta aliança continue a ser uma aliança de sucesso, como tem sido.”

Soldado a defender uma nação
“Quero acreditar que o Porto é uma nação e eu sinto-me como um dos soldados que a defende. Tem sido muito importante o crescimento do andebol em Portugal e o FC Porto tem contribuído muito para esse facto.”

Ganhar é o mais importante
“Eu ligo às estatísticas de vitórias e não de outros resultados. Quero acreditar sempre que posso, eu ou outro qualquer, fazer uma estatística não tão boa mas, se ganharmos, é o mais importante. Acho que o FC Porto já deu, nos últimos anos, um passo à frente. Subiu um degrau na escada. Antigamente se calhar não era assim, mas agora quando vamos jogar contra a melhor equipa do mundo ou a segunda melhor, tudo o que não for uma vitória expressa e clara é um resultado manifestamente mau.”

Superação diária
“Sempre que nos levantamos da cama é uma superação, e daí eu estar a prolongar esta aliança minha e do FC Porto. Porque eu acho que somos muito parecidos, temos um ADN muito parecido: de compromisso, rigor, ambição e paixão.”

Promessa de dar tudo pelas vitórias
“Posso prometer, na minha palavra e como porta-voz da equipa inteira, que tudo faremos – e não faz sentido se for ao contrário – e temos que pôr tudo o que temos e o que somos naquilo que fazemos. Dou a minha palavra de honra de que tudo faremos para ganhar todas as competições, continuando a fazer mais e melhor.”

Fonte: fcporto.pt