Get a site

Conselho de Disciplina pronuncia-se sobre o caso Marega e deixa avisos

Num longo comunicado, o CD lembra que tem como uma das suas bandeiras o sancionamento de comportamentos incorretos e violentos do público.

Devido à repercussão social que o episódio racista com Marega está a ter, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol emitiu um comunicado de 13 pontos em que garante que “nunca se demitiu, nem se demitirá, das responsabilidades públicas que lhe cabem”, mas recorda que não tem “liberdade de aplicar sanções para além das balizas que lhes são (legitimamente) impostas”.

O CD recorre ainda à lei, no caso ao artigo 113º (Comportamentos discriminatórios em função da raça, religião ou ideologia), do Regulamento Disciplinar, para enquadrar o tema e explicar que para “sancionar um clube ou uma sociedade desportiva, exigirá, desde logo, prova, a recolher ou não na instrução disciplinar pelo órgão próprio, que não o Conselho”.

Leia aqui o comunicado na íntegra aqui

Fonte: ojogo.pt